Mexer na história, cortar cenas, mudar o final… dá arrepios só de pensar, não é?

Quem nunca ouviu escritor dizer que “cortar o texto é como cortar um braço”? rs… A intenção do vídeo de hoje é ajudá-lo a equilibrar sua conexão emocional com a história e entender a importância das mudanças em uma boa preparação de texto (no famoso “copidesque”) para que elas não o assustem mais… e, em vez disso, você saiba como tirar máximo proveito de cada uma!

Beijos cheios de carinho,
Sam :*